Whatever
home   ask   faceb   ff+   about   meus
1 2 3 4 5
Como você conheceria a felicidade se nunca passasse pelas fases tristes?”
P.S. Eu te amo.  (via inverbos)
Sabe o tal do amor próprio? Então, tô ficando com ele, e a nossa relação anda ótima!”
Tati Bernardi  (via serporestar)
É loucura odiar todas as rosas porque uma te espetou. Entregar todos os teus sonhos porque um deles não se realizou…”
O Pequeno Príncipe.  (via postada)
Já parou pra pensar em quantas pessoas desligam na cara da telemarketing? Talvez ela só queria conversar um pouco
Eu te esperei a vida inteira, entende? Quando eu te escondo o jogo, quando eu te trato mal… É tudo medo. É tudo medo do amor.
Pessoas são como trens, entende? Elas vão surgindo em estações conforme as nossas necessidades de desembarque. Se você está triste, irá aparecer aquele ser alegre que te levará até o teu próximo destino, o da felicidade e depois você pegará suas bagagens e irá para outra plataforma. Se você se encontrar sem conteúdo, irá buscar um transporte interessante, repleto de anúncios, conversas, diálogos e quando estes se tornarem monótonos, você vai fazendo com que se reduza a velocidade e pula fora. Se você está doente, irá aparecer aquele “médico”, seja ele profissional ou apenas de consideração, que lhe cuidará, levantará seu astral e quando você estiver bem, irá despachar suas malas para outro portão e embarcar em outro alguém, ops, outro trem. Somos passageiros exigentes! Quem iria querer seguir viagem com uma pessoa que esteja procurando o mesmo rumo que a gente? Viagens longas são cansativas. Uma hora temos que descer e subir em outro ponto, temos que mudar de estação, pois só então conseguiremos ter algo novo. Sentir algo novo. Mas como diria Renato Russo, “nada vai conseguir mudar o que ficou”. Todo trem e o percurso por — ou com o qual — passamos deixa rastros; o do pneu na estrada, as lembranças de um abraço na chegada e na partida, as palavras trocadas durante os minutos, horas, dias, meses ou anos percorridos, as atitudes — seja a de abrir a janela para jogar um medo fora ou de deixar um ar de esperança entrar, ou quem sabe a de desviar ou passar por cima de uma pedra, pular um assento, enfim. Pessoas passam. Sinal verde, amarelo ou vermelho? Como está o seu semáforo?”
Sou um ser feito de barro, apenas. (via desprezei)
- Já disse que te amo.
- Não faça isso. Não me ame.”
Charles Bukowski.  (via atribuidor)
Você me faz acreditar em manhãs melhores e em noites mais bonitas.”
Clarissa Corrêa.  (via on-repairs)

timothydelaghetto:

Jeff Hong - “Unhappily ever after”

It’s all so sad and thought provoking until you get to Chicken Little lol

Espero que você me perdoe. Nem sempre sei como agir. Às vezes machuco com o que deixo de dizer ou com aquela palavra que sai apressada pela boca. Espero que você me aceite. Não consigo ser melhor em tudo, mas faço o que está ao meu alcance. Espero que você me compreenda. Às vezes tenho preguiça ou falta de vontade. Me desculpe por ser assim. Espero que você me acolha. Não gosto de admitir, mas sou sensível ao extremo e cheia de fraquezas e fragilidades. Espero que você me admire.”
Clarissa Corrêa. (via acrescentada)
Gosto de quem olha com doçura, nunca perde o encanto, esquece as desavenças e perdoa o que passou. Gosto de quem se arrepia com uma música, sente uma lágrima rolar com um filme e se alegria com uma lambida de cachorro. Gosto de quem sorri ao ver uma criança, de quemo, de quem entende que a vida é melhor quando a gente observa o que acontece com olhos inocentes.”
Clarissa Corrêa.  (via teleportear)
É a bronca do homem com essa sociedade urbana industrial moderna que é uma macro máquina projetada sobre nós e que é maior do que nós e que nós temos que nos conformar a ela de um jeito ou de outro, queiramos ou não, pra nos tornarmos viáveis enquanto pessoas, pra podermos pagar as contas no final do mês, a escola das crianças e o aluguel da geladeira…”
Paulo Leminski (via autorias)
Adoro essa sua cara de sono e o timbre da sua voz que fica me dizendo coisas tão malucas e que quase me mata de rir quando tenta me convencer que eu só fiquei aqui porque nós dois somos iguais. Até parece que você já tinha, o meu manual de instruções porque você decifra os meus sonhos, porque você sabe o que eu gosto e porque quando você me abraça o mundo gira devagar.”
Pitty. (via palavrisses)